sábado, 1 de agosto de 2015

Sobre a Maratona Literária de Inverno 2015

Antes de mais nada: eu flopei, é claro.

E talvez eu até tivesse uma boa desculpa pra isso, mas a real é que eu sabia que floparia então a decepção não parece tão pesada assim. C'est la vie. 

De qualquer maneira, vamos lá, né?

Durante o ~percurso~ precisei fazer uma mudança na minha TBR e troquei o livro da Audrey Niffenegger, A Mulher da Viajante no Tempo por um livro da Patricia (cof Meg cof) Cabot, A Rosa do Inverno. E tudo isso pelo simples motivo de que peguei o primeiro livro na biblioteca da minha universidade e alguém reservou ele e fui obrigada a devolver. First world problems e coisa e tal.

Em segundo lugar, tive problema com o Lola e o Garoto da Casa ao Lado, da Stephanie Perkins. Esse eu reservei na biblioteca e a pessoa não devolveu. O ser deve ter se atolado em multa e eu fiquei sem ler o livrinho por causa disso, o que foi uma pena porque eu queria muito ler ele.

Em terceiro lugar, eu não li o No Escuro da Elizabeth Haynes pelo simples motivo de que deu preguiça. Muahahaha. Eu vou ler ele, eventualmente, com a boa paciência da minha viziamiga em deixar o livro comigo. Só não rolou agora porque vibes diferentes. Vida que segue.

Agora, sobre os livros que li, na ordem que li:


1) Cidades de Papel - John Green: intragável. Não sei se é porque eu recém tinha lido Quem é Você, Alasca? (que eu não curti), mas eu simplesmente não engoli esse livro. João Verde não é pra mim. A Margo é insuportável. O Quentin é o típico moço que por levar um fora vai fazer post da internet pra reclamar da friendzone (inclusive ele teve uns ataques de pelanca no livro que meu d, pára. Só pára). É o manic pixie dream girl e garoto deslocado da pior forma possível. Achei muito legal a road trip, adorei a frase "what a treacherous thing to believe that a person is more than a person", e também curti muito os amigos do Q. E só. Assisti o filme dias depois e não curti tanto, mas curti mais que o livro e amei a trilha sonora. Acho que de John Green tô servida, e fico pensando que "será fosse uma mulher escrevendo os YA do John Green ela teria as mesmas adaptações de milhares de dólares?", porque eu já li YA melhores que não têm adaptações feito as dele. Enfim, eras isso.

2) Cristal Polonês - Letícia Wierzchowski: eu não sei que tipo de pessoa escreve um livro desses. A temática é bem batidinha e simples, mas a forma de escrever da Letícia é bem peculiar e fez o livro ser melhor do que era pra ser. Eu terminei ele com gosto amargo na boca, pensando porque alguém faria isso, e se a minha amiga queria me deixar numa bad quando me indicou ele. Indico pra vocês, porém jurando que não quero que vocês fiquem numa bad.

3) O Guia do Mochileiro das Galáxias - Douglas Adams: normalmente não sou muito fã desse tipo de livro, nem muito desse tipo de série. Mas que surpresa boa! O livro flui muito bem, é mega divertido, e fiquei com muita vontade de ler os próximos. Agora entendo os trocadilhos 42 e da toalha e me sinto até parte da turma de gente legal. Quem não leu, leia. Indico bastante.

4) A Rosa do Inverno - Patricia Cabot: queria ler esse da Patricia fazia tempos, mesmo sabendo mais ou menos o que esperar. Gostei do livro, bem água com açúcar, de ler rapidinho. Penso que ele não tinha necessidade de ser tão "extenso" como foi. Os outros do mesmo estilo dela não chegam a 400 páginas (nem sei se chegam a 300) e esse passou disso por poucas, e em determinada hora parecia que eu só estava lendo mais do mesmo. Achei bem problemático o personagem do Edward porque lia os ataques de raiva dele e só conseguia pensar em "it's a trap, Pegeen". Mas ainda assim, legalzinho. When on a beach, vale uma leitura light na rede. 

5) O Pequeno Príncipe - Antoine de Saint-Exupéry: que livrinho fofo, né, gente? Bem bonitinho, bem profundinho, bem fofo mesmo. Acho que ensina tanto em menos de 100 páginas que muita gente deveria ler. Fico contente que tenha levado tanto tempo pra ler ele, porque o dito cujo caiu feio uma luva pra mim nesse momento. Gostei.

Infelizmente não consegui terminar de ler Attachments, e agora tô guardando ele pra quando as aulas voltarem e eu estiver fazendo nada pelos corredores da minha universidade.

PORÉM, contudo, no entanto, eu preciso comentar com vocês sobre as !!! oportunidades !!! de !!! leitura !!! que vou ter agora que ganhei (de niver! 22! que eu comento em outro post)/comprei esses quatro livros:


Comprei Garotos Corvos porque queria tanto esse livro que nem sei, tô bem louca pra ler ele e entrar no hype junto com todo mundo.

Os outros três (Americanah e Sejamos Todos Feministas da Chimamanda Ngozi Adichie, e O Mundo do Gelo e Fogo do GRRM e outros) eu ganhei, dei ataques, pulinhos, e percebi o quanto eu me juntei com as pessoas certas e que me conhecem tão bem (ou talvez eles só seguiram as minhas dicas, mas gosto de pensar da outra forma).

Tô com a mão, a mente e os olhos coçando pra reler As Crônicas do Gelo e Fogo em inglês e combinado com essa nova bíblia, que tem ilustrações lindas, que eu ainda tô cheirando porque cheiro de livro novo = .

Pra finalizar, a minha maratona literária flopou também porque, eu sendo eu, tive a ótima ideia de começar uma série nova e ainda por cima colocar meta de assistir todas as temporadas antes do Emmy. E isso talvez me faça flopar em DUAS maratonas, e não só uma, pelo simples motivo de tentar combinar as coisas. Vivo a  vida perigosamente, como vocês podem ver.

E vocês hein? Como foi a maratona? Participaram? Andaram lendo o quê? Comentem aí. :)

Obs1.: quase todo dia tem foto boba de Mad Men e vídeo de cachorro no meu snap, me adicionem lá: anaaack.
Obs2.: talvez ou não esse post faça parte do BEDA. Eu floparei.
Obs3.: dei uma mudada na ~cara~ do blog. Vocês curtiram?

BEDA (blog everyday in august) #1

7 comentários

  1. Ei Ana :)
    Não entrei oficialmente na ML, só fiquei comendo pelas beiradas e aproveitei pra ler livros grossos que eu ia empurrando pra depois. Funcionou, consegui ler 2 e meio, hahaha.
    E eu entendo seu ponto de vista sobre as adaptações do John, mas acho de verdade que nem é por ele ser homem. Os livros dele não tinha moral nenhuma (inclusive, só Alasca tinha sido trazido pro Brasil) até que ele fez muito sucesso com o TFIOS, e daí eles viram que daria grana e começaram a trazer tudo e a adaptar tudo, sabe? Eu sou apaixonada por Tfios, gosto de Alasca e Cidades de Papel e não curti o Katherines (mas certamente estarei na estreia o dia que sair o filme porque sim) e então entendo as adaptações de obras não tão merecedoras: é comercial e fim. E eu adoro porque achei os dois filmes muito bons.
    Boa sorte no seu BEDA, #tamojunto!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. 1. CÊ PARTILHA DA MINHA OPINIÃO SOBRE CIDADES DE PAPEL, DÁ CÁ UM ABRAÇO, AAAAAAAAAAH! Toda essa animação porque: as pessoas estão obcecadas pelo livro/filme e ninguém parece perceber que Margo = annoying e totalmente mimada e Q = ai, Jesus amado, aceita que a guria não te quer, desgraça, que mimimi! Mas os amigos dele, desses eu gostei, realmente. E teria adorado mais ainda a road trip não fossem os mimimis do Q. Mas enfim.

    2. Fora o do João Verde, ainda não li nenhum outro livro dos que tu mencionou. Mas tô super interessada nos da Chimamanda.

    3. A minha maratona literária consistiu em: será que consigo terminar de ler a série Millennium? GENTE, CONSEGUI. Mas foi só isso mesmo durante o mês inteiro - and I regret nothing.

    Beijo! ;*

    ResponderExcluir
  3. 1 - ADOREI a cara nova do blog!
    2 - Meu post sobre a MLI2015 sai amanhã... óbvio que flopei! HAHAHA Também pudera, eu coloquei 10 livros na TBR. Só li metade, vai vendo. Pra piorar/melhorar meu níver tá chegando e com eles livros novos \o/ Pelo menos estou de férias na faculdade né. Nossa, quero MUITO ler Garotos Corvos!!!
    3 - Também vou participar do BEDA, God help us... hahahah.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  4. Eu nem tentei entrar no MLI2015 porque sabia que não conseguiria (apesar de ter entrado no BEDA, então deus me ajude).
    Eu não gostei muito de Cidades de Papel também. Se o livro fosse inteiro só com os amigos de Q. seria incrível. O Guia do Mochileiro das Galáxias é um dos meus livros favoritos, que bom que você gostou!
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Menina, você leu isso tudo e tá dizendo que a sua MLI flopou REALLY??? Pfvr, não passe lá no blog dia 3, quando vai sair meu relato da MLI (brinks, passa sim hehehe). Mas sério, to até com vergonha agora.

    Também li Paper Towns esse mês, mas ao contrário de você eu gostei bastante. Tanto que o filme até me pareceu meio mé.

    Boa sorte pra gente nessa loucura de BEDA! Tamujunta!

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Vou dizer a mesma coisa que a Paloma: desde quando esse monte de livros é um flop? No fundo acho besteira a gente se ligar tanto nas metas, quando na verdade o importante é se esforçar pra ler mais. Eu deixei de ler dois livros da minha TBR, mas tô feliz porque desencalhei várias leituras.

    E meu Deus, você tem no seu horizonte três leituras muito fantásticas, duas que já estão na minha lista de favoritos de 2015: Americanah e Raven Boys. Dois livros que eu queria desler só pra ler de novo pela primeira vez, sabe? Aproveita muito <3

    E boa sorte pra nós no BEDA! Bom ter você on board :)
    beijos

    ResponderExcluir
  7. Acho que eu preciso muito reler "O Pequeno Príncipe". Li quando era muito novinha (tipo muito, tipo uns 7 anos) e odiei tanto, achei tão chato. Claramente não entendi nada.
    Agora amiga, sinceramente, com essa tanto de livro, sua Maratona rendeu pacas!

    Por fim, só gostaria de dizer: RAVEN BOOOOOYSSSSSS!!1!1!1

    Fim do comentário.

    beijo! <3

    ResponderExcluir

© OH SO FANGIRL
Maira Gall