sábado, 15 de agosto de 2015

5 músicas-passaporte

Como uma pessoa normal e de boa índole, eu amo música. Já dediquei alguns posts do blog pra falar sobre música. E honestamente, não dá pra confiar em quem não gosta de música ou é indiferente sobre. Não dá, não tem como. 

Música é e sempre foi uma constante na minha vida. E também sempre vai ser, afinal, o que é um buzão sem fone de ouvido? Como fazer um clipe mental fofo, badass ou creepy sem música? Não dá, né, gente. Não dá pra se imaginar chutando bundas, correndo por um campo ou dando beijos em quem se gosta sem uma musiquinha que sirva de trilha sonora.


Então esses dias eu estava escutando uma música querida e eu percebi que algumas músicas, não importe quando tempo passe, sempre me deixam numa vibe muito boa. Me deixam bem. Me levam longe, pra outra época. As músicas não envelhecem e eu nunca enjoo de escutar elas. Por essas pensei: vale post no blog? Vale sim. Então eis aqui um top 5 músicas-passaporte: me levam pra outro lugar.

Chicago by Sufjan Stevens: essa música me manda pra algum lugar muito longe, onde tudo é lindo, tudo é bom, e que me diz que se eu tiver errado, tá tudo bem, porque I made a lot of mistakes, in my mind, in my mind... you came to taaaaaaaaaake us, all things go, all things go. E assim em diante.

1957 by Milo Greene: conheço a música faz um tempo, alguns anos, pra ser sincera, mas toda vez que escuto ela, eu sinto meu coração se esvaziando e se enchendo de amor logo em seguida. O clipe é muito bonitinho e faz parte de um projeto maior que eu nunca assisti. You act like you don't know me, my god you tempt my anxious mind. It takes me away, takes me away, takes me awaaaaay

Made-Up Lovesong #43 by Guillemots: em 2009/2010, quando comecei meu primeiro estágio, eu conheci essa banda que nunca cheguei a escutar muito. No entanto, essa música fez parte da minha trilha sonora naquele ano. E eu nunca realmente superei ela. E toda vez que a escuto eu sou meio que teletransportada pr'aquela época. You got me off the sofa, just sprang out of the air, the best things come from nowhere, I can't believe you care.

Re: Staks by Bon Iver: eu amo tanto Bon Iver e acho que não falo isso o suficiente ou no geral. Mas eu amo. Todas as músicas da banda me deixam numa calmaria, e se não deixam, me põem pra chorar. Eu ando meio que num paraíso musical porque muita coisa que eu curto tem anunciado CD, lançado CD, ou, no caso do Bon Iver, anunciado que vão sair do hiatus. E por mais que meu amigo diga que parece um gato miando (do qual nunca superarei, nem levo muito a sério porque ele tem um péssimo gosto musical), eu amo Bon Iver.

Ghosting by Mother Mother: uma das minhas músicas favoritas da vida. Sei que no geral e pra muitos ela não tem nada de mais, mas pra mim ela é mais. Eu adoro a vibe que ela me passa, adoro a letra, adoro a voz dos vocalistas. Adoro tudo. Sei cantar ela de trás pra frente, de frente pra trás, porque you don't need tricks, you don't need treats, and you don't need meeeeeeeeeeeee.

E vocês? Conhecem músicas assim, que levam vocês pra longe? Conheciam ou curtem alguma dessas? Me contem. Eu quero saber.

BEDA (blog everyday in august) #15

3 comentários

  1. Também não consigo conceber uma vida sem música. Passo o dia inteiro no computador trabalhando e o que faço enquanto isso? Ouço música. No transporte, me deslocando pra onde quer que seja? Ouço música. Não tem coisa melhor, seja pra distrair ou para, como você disse, criar videos imaginários, haha. De nome eu não lembrava quais eram as músicas que você escolheu, mas depois que deu o play eu logo me liguei que conhecia. HAHA, sou péssima pra nomes de músicas que não ouço pra sempre no repeat. XD

    ResponderExcluir
  2. Tenho a mesma relação com "Chicago" e com "Made up lovesong #43", então já vou ouvir as outras pra ver se têm o mesmo efeito! Uma que entra nessa categoria pra mim é "Your ex-lover is dead", da banda Stars (https://youtu.be/r5Or6-HOveg). Outras: "Take back the city", Snow Patrol, e "New York I love you, but you're bringing me down", LCD Soundsystem (ok, essa dá uma super melancolia junto mas é de fazer o coração voar mesmo assim).

    ResponderExcluir
  3. Oh, Ana, eu comentei aqui e meu comentário se perdeu numa confusão de logins, eita!

    Eu não sei se saberia fazer uma lista com músicas tão próximas assim. Elas são muitas! E como ouço muito Antena 1, desde pequeninha, algumas eu sequer sei o nome. Hoje escrevo sobre música, e tomo cuidado para que minha relação com as canções não seja momentânea.

    Uma música que consegue me conectar ao meu lado mais tranquilo é "A Dance Around the Memory Tree", do Oren Lavie. Eu já o conhecia por causa de meus passeios pela blogosfera, lá em 2007/2008 (Her Morning Elegance, lembra?), mas vê-lo na trilha de Nárnia foi mágico!

    Adorei o post, Ana! Bitoquinhas!

    ResponderExcluir

© OH SO FANGIRL
Maira Gall