quarta-feira, 5 de março de 2014

Seth Cohen, a gente não dá certo

The O.C. foi a primeira série que eu recordo assistir. Eu não assistia em ordem e muita coisa eu não cheguei nem a assistir, mas assisti tanto episódio igual que já sabia como funcionava a série. E já sabia o quanto minha primeira crush-televisiva era ninguém mais ninguém menos que Seth Cohen.

Num dia desses, decidi assistir a série de novo, nessa vez em ordem. Há alguns dias eu terminei a primeira temporada. E terminei com a minha crush ainda mais pesada que na época.

Mas a real é que: eu e Seth Cohen? Jamais aconteceria.


Por quê? Porque eu seria a Anna da vida dele. E ele seria o Seth da minha vida. E não importa o quanto nós fossemos parecidos e gostássemos das mesmas coisas, não haveria nada que fizesse ele negar o inegável e não acabar com a Summer. Afinal, ninguém fica junto porque o outro gosta de Death Cab for Cutie, lê a mesma coisa e tenha a mesma tirada sarcástica diante a vida. Não faz sentido, mas a vida é assim mesmo.

Ainda assim, como toda boa teimosa, apesar de ter plena consciência que não há gostos em comum que superem as preferências do coração, eu ainda insistiria no pensamento de "por que não deu certo? A gente tinha tudo pra dar certo!". Mas, mais uma vez a realidade me jogaria um balde de água fria pra dizer que: não, não daria. E eu, Anna, insistir em tal bobagem não diferiria em nada de bater na mesma tecla esperando resultados diferentes. Se o negócio não é mútuo, não vai pra frente. Não tem jeito.


O que nos resta a fazer, então, no fim do dia, é esperar que alguma equivalente Summer apareça na nossa vida. Porque a gente só se dá conta do que tá errado quando aparece algo certo pra usar como parâmetro (ou então eu trouxe todo um novo significado pro há muito conhecido: "a gente não dá certo").

Deve ser por essas outras que todo mundo tem ou é uma Anna, um Seth ou uma Summer na vida. 

Porque a vida não faz nenhum sentido.

Até que ela faça. 

6 comentários

  1. Ei Ana :)
    Eu nunca vi The OC. Mentira. Vi o primeiro capítulo. Mas minha amiga tentou me viciar em Grey's Anatomy e The OC ao mesmo tempo, e eu pirei por GA e nem dei assunto pro outro. Mas tenho curiosidade de entender o que faz todo mundo se apaixonar por Seth Cohen! Haha :)
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vale muito a pena, viu? E isso vem de uma viciada de em Grey's Anatomy, então pode confiar.
      Eu acho que o Seth é e sempre vai ser minha crush favorita. Ele é demais. ♥

      Excluir
  2. seth cohen mais conhecido como life ruiner.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vamos fazer um grupo. <3

      Excluir
    2. grupo das garotas que tiveram sua vida arruinada pelo seth cohen. hahaha.

      Excluir
  3. Eu costumava assistir The OC quando passava no SBT e sempre via uns episódios aleatórios, nunca em ordem, mas assim como você eu consegui pegar o espírito da coisa e tinha essa paixão pelo Seth. Ele sempre me atraiu muito. Ainda tenho vontade de sentar e assistir todos os eps em ordem (vontade que esse post só fez aumentar), mas por hora comentarei só sobre o assunto envolvido.

    Não tem como não aplaudir cada palavra que você disse, porque é exatamente assim. Caí nesse texto de paraquedas e fico muito feliz por ter lido hoje, porque no meio de tanta coisa acontecendo na minha vida, parece que essas palavras me lembraram de que 1. só vai pra frente se é mútuo. Beleza, parece óbvio, mas a gente se esquece disso, muitas vezes e 2. a vida não faz sentido, até que passa a fazer. Ponto. Frase do dia. Era isso que eu precisava me lembrar. As coisas precisam estar terrivelmente bagunçadas pra depois serem arrumadas. Estou passando por essa fase do caos, de não entender o sentido da vida, mas dá até uma pontinha de alegria em saber que uma hora ou outra, invariavelmente, as coisas vão se encaixar. E tudo vai fazer sentido.

    Meu comentário ficou meio aleatório porque não tô conseguindo me concentrar direito pra escrever, mas espero que faça algum sentido pra você, assim como o texto fez pra mim.

    Beijo!

    ResponderExcluir

© OH SO FANGIRL
Maira Gall