sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

#3 Aquece Oscar 2014

E continuando minhas reviews chorosas, dramáticas e mais pessoais que críticas, aqui vai a última rodada dos indicados a melhor filme.

NEBRASKA
(4/5)
Indicado em 6 categorias
(Best Picture; Actor - Leading Role; Actress - Supporting Role;  
Cinematography; Directing; Writing - Original Screenplay)
 
Que filme lindo! Daqueles super lights, melancólicos e bonitos ao mesmo tempo. Tudo nele é na dosagem certa. E apesar de ser todo em preto e branco (o que não me atrai muito), ele é super fácil de assistir. O filme conta a história de Woody, o pai velhinho e simpático, que encontra uma daquelas propagandas cafonas dizendo que "você ganhou um milhão de dólares!!!" e passa a acreditar que realmente ganhou a bolada toda, e tudo o que ele quer fazer é ir retirar o dinheiro, é óbvio (e pelos mais doces dos motivos). O filme é sobre compreensão, amor e sobre levar em frente, no matter what. Uma temática bem familiar e muito tocante. Dá pra entender porque levou tantas indicações em tantos awards. Indico.

PHILOMENA
(4/5)
Indicado em 4 categorias
(Best Picture; Actress - Leading Role; 
Music - Original Score; Writing - Adapted Screenplay)
Um filme simples. Philomena Lee era uma freira. Uma freira que cinquenta anos depois decide colocar a boca no trombone e procurar o filho, e filho do pecado, diga-se de passagem, como as irmãs adoravam lembrar, que fora tirado dela ainda novo. Martin Sixsmith é um ex-jornalista da BBC, que procura agora o que fazer com o seu tempo extra. Eles se encontram e se juntam atrás da história e do passado do filho perdido. Um filme bem cru e revoltante, mas lindo. A Judi Dench (Philomena) entrega uma atuação que dá vontade de entrar na tela e abraçá-la, diversas vezes, de tão querida. O filme em si é meio triste, quase um círculo vicioso correndo atrás das verdades que foram perdidas mas não tão perdidas assim. Além do mais, os dois personagens não poderiam ser mais diferentes, principalmente contando que um acredita em Deus com todas as forças enquanto o outro é um ateu cheio das opiniões, por causa disso então há várias interações bem interessantes. Não tem como terminar o filme sem sentir um pouco de raiva, mas em geral eu gostei bastante. Indico. PS.: Não se deixem levar pelo poster amarelo animadinho. O filme não tem nada disso.

CAPTAIN PHILLIPS
(4,5/5)
Indicado em 6 categorias
(Best Picture; Actor - Supporting Role; Film Editing;
Sound Editing; Sound Mixing; Writing - Adapted Screenplay)
A ideia do filme é bem batida, pra mim. Os grandões tentando salvar o mocinho da mão dos malvadinhos. Nada de muito diferente. Mas o filme é bem bom. Pra mim, que sofro de óbvia-porém-não-diagnosticada ansiedade, quase tive um negócio enquanto assistia. Não consigo aguentar esses filmes que tão pra dar errado do começo ao fim. Ou seja, fiquei bem apreensiva durante o tempo todo. Ainda assim, gostei bastante de ver o Tom Hanks nesse papel. E os minutos finais foram bem... Reais? Enfim. Um bom filme, mas não acho que leve Oscar.

2 comentários

  1. Ana, oi! Eu te indiquei para um meme no meu blog, se quiser fazer, claro!
    (que vergonha)
    xxxxxxx

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou dar uma olhada! (vergonha por quê????? Don't be)

      Excluir

© OH SO FANGIRL
Maira Gall