segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Aquele em que eu assisti Friends pela primeira vez

Uma vez me indicaram Arctic Monkeys. Eu não dei bola. Escutei por cima, larguei de lado e classifiquei na minha cabeça como #mais do mesmo e #não tô a fim.

Anos depois, eu escutei Do I Wanna Know? e pensei: bem, tá aí uma música que eu gostei. Então sim, eu fui uma daquelas pessoas que começou a curtir Arctic ao inverso. Pelo último álbum primeiro.

Não sei se é questão de timing, ou se nossos gostos vão mudando, mas o som dos caras fazia muito mais sentido pra mim na época que eu escutei de verdade do que na época que me indicaram. Fui prestando atenção nas músicas mais antigas, e fui, e fui, até que no final de tudo acabei curtindo muito a banda.

Essa não foi a primeira vez que eu dei uma segunda chance pra algo que no passado eu já tinha torcido o nariz.


E eu torci muito o nariz pra Friends. Aqueles milhares de episódios o tempo todo na Warner, cheios de risadas de fundo, gente... Eles não faziam sentido e me davam menos vontade de assistir a série.

Ouvi muito dos meus amigos por causa disso, é claro. 

Então ano passado, no auge das minhas segundas chances, eu dei uma chance pra Friends (mas não esperem que isso aconteça com bazingas, tá?). Foi um misto de "agora vou ver qual é que é" com insistência dos amigos combinada com possíveis maratonas regadas a porcarias e cerveja artesanal.

Na última sexta-feira terminei pela primeiríssima vez de assistir as dez temporadas, os 238 episódios, desse seriado que muita gente idolatrou e hoje ainda idolatra, mais de dez anos depois do seu fim. E preciso admitir: foi uma ótima jornada.

Eu realmente não esperava dar tanta risada e me apegar tanto aos seis amigos.

A série é divertida, leve e bem construída. Só o humor por humor não basta muito, porque no fundo, pra entender tudo, tem que olhar o ~conjunto~ inteiro. E acho que as pessoas não gostam tanto de Friends exclusivamente pelo humor do seriado — embora ele seja ótimo e na medida certa. Acho que tem muito mais ligação com o fato que é muito mais engraçado ver a Monica compulsiva por limpeza em 238 episódios do que assistir um e achar a mesma graça. Assistir o Joey e suas pérolas em 238 episódios do que assistir um e acabar achando ele só um bobalhão que cumpre cota (agora eu sei que o Joey é o mais queridão). Ou o Chandler com suas piadinhas impróprias e momentos afeminados. Ou o Ross com seus ataques cheios de gesticulação e obsessão por tudo paleontológico. Ou a Phoebe com Smelly Cat. Ou, ainda, a Rachel (dos incríveis modelitos) e o seu cálculo horrível de quando cair na real. Por sinal, 'tamo junto, miga.

Assisto muitos seriados, e até aqueles que eu não gosto e os outros gostam, dão certo porque de alguma maneira as pessoas simpatizam com algum (ou alguns, no caso) personagem. Série sem carisma geralmente não dá muito certo (isso, ou ela não cai nas graças de ser versão requentada de alguma outra série ou sobre super herói ou reboot ou ou ou).


Aposto muitas das minhas fichas que Friends deu tão certo porque é uma série com ótimos personagens, sem contar que faz aquela dança maravilhosa entre comédia e drama. Só de pensar no final da sexta temporada meu coração já enche de amor e escorrem umas duas lágrimas. Sério.

Então são por esses motivos que aqui estou eu, admitindo que estava errada e no final das contas acabei passando de nem aí/hater pra hardcore lover. Ela não desbancou a #1 do meu coração (isso é meio impossível), mas com certeza entrou pro Top 10. Ou até 5.

Se eu pudesse voltar no tempo e assistir antes, eu provavelmente não faria. Porque juro que foi muito mais divertido ter migos pra me acompanhar nessa Primeira Vez Assistindo Friends™ do que assistir tudo sozinha.

Obs1.: tentei de todas as maneiras não falar tanto ~série~ nesse post, e no final acabei descubrindo que série e seriado nem são a mesma coisa e Friends é mais um seriado do que uma série?!!?! Ou é uma série? Estou confusa. De qualquer maneira, fiquei com preguiça de trocar tudo e deixei assim meio misturado. Então finjam que é a mesma coisa.
Obs2.: troquei um pouco do layout do blog. Tá meio Orkutizado. Eu sei. Mas a girl's gotta do what a girl's gotta do, então agora tem muito amor em forma de letra no meu header. 
Obs3.: sei que dizem que é 238 episódios, mas tinha ido pelo Banco de Série que não separa os episódios de 40min em dois, e acabei colocando 236 episódios originalmente.

7 comentários

  1. Friends é amor, Friends é vida, Friends é tudo <3
    Agora serião, muito feliz que você se rendeu à série (seriado?), porque, pra mim, não tem melhor no mundo.
    Outra coisa que nunca parei para pensar foi o que você mencionou sobre ser muito mais engraçado acompanhar os personagens por todos os episódios que um só, é exatamente isso! Conhecer as manias e paranoias de cada um me fazem sentir parte do grupo e talvez por isso ame tanto o seriado/série hahah

    Bem-vinda ao melhor fandom da galáxia <3

    Beijo!

    ResponderExcluir
  2. Ana, primeiro que adorei o layout novo, combina demais com o nome do blog - e reconheci uns personagens amor ali <3
    Segundo, eu adoro Friends. O fato de a Warner continuar exibindo 53 vezes por dia depois de dez anos é um alento pra minha alma, porque eu sempre me sinto imediatamente melhor quando eu chego em casa em qualquer horário e dou a sorte de ligar a tv e, tcharã, tá passando Friends. O humor é muito muito bom, e tem aqueles episódios que eu já revi 500 vezes e mesmo assim não consigo não rir.
    Dito isso, eu nunca assisti todo o seriado (eu sempre chamo as coisas de série??? é diferente?) certinho, na ordem. A gente até tem os dvds aqui em casa, mas eu só cheguei até a segunda temporada. Quero muito ver tudo, mas acho que metade da graça de Friends, pra mim, é essa coisa de encontrar passando na tv, parar pra ver e amar, sabe? Que bom que você também se encantou com eles. Meio loser dizer isso, mas depois de tantos episódios (e tantos anos!) é meio que como se eles fossem amigos de longa data, rs.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  3. Eu já tive meus momentos de ódio gratuito com Friends, já assisti a alguns episódios quando estavam passando na tv, já prometi pras milhares de pessoas que me indicaram que eu assistiria, um dia, mas, veja só, esse dia ainda não chegou.

    Acredito que é realmente questão de timing. Comigo, pelo menos, isso acontece direto. Eu começar a ler um livro, ou assistir alguma coisa, e não gostar. Algum tempo depois, repetindo a ação, acabo gostando. E concordo com o que você disse sobre não ter se arrependido de ter assistido só agora, porque talvez se tivesse assistido antes, não teria gostado.

    Preciso começar a assistir BrBa, aliás. Vi que é sua favorita (e de mais um milhão de pessoas, né?) e, embora as aulas já estejam quase aí, preciso de séries pra me ocupar o tempo - e a cabeça.

    Adorei o novo layout do blog, aliás. Tá todo lindo.

    ResponderExcluir
  4. pra mim friends é tipo as séries das séries, a mãe de todas as séries <3 que bom que vc tá curtindo!

    ResponderExcluir
  5. Que post maravilhoso! Friends é vida e concordo com você que tudo tem seu momento. Por uma indicação de um amigo que gostava muito, comprei as 10 temporadas há uns dois anos. Assisti com meu namorado cada episódio e foi puro amor, puro carinho, pura amizade, pura risadas gostosas! Você realmente se sente amigo deles. A gente sempre brincava que eles eram nosso amigos. haha Concordo que uma das coisas que faz Friends ser Friends são os personagens. E para mim, também um certo quê de desenvolvimento dos jovens/adultos tentando crescer e serem felizes (tal qual todos nós). É uma comédia cheia de leveza e traz uma grande nostalgia (apesar de ao mesmo tempo ser uma série atemporal). Vi que sua série favorita é Breaking Bad e vi sua comparação, mas acho que tem coisas que não dá para comparar. Cada qual maravilhosa no seu gênero. Tb sou louca por Breaking Bad, quando acabou fiquei arrasada por uma semana talvez. No bom sentido. Difícil alguma coisa superar Breaking Bad, não é?

    ResponderExcluir
  6. É exatamente isso que você falou, não dá para julgar Friends sem entender todo o contexto, todas as piadinhas internas, nada. E o que eu acho mais legal da série é que você consegue se enxergar no meio deles de alguma forma sabe? Como se eles fossem seus amigos. Eles não são mas certas coisas que acontecem na série faz você se lembrar dos seus amigos e das coisas que vocês fazem junto e pronto, não dá para não sentir uma sensação gostosa vendo Friends. É a minha série do coração ♥
    Beijos! =**

    ResponderExcluir
  7. Oi Ana! Olha eu chegando aqui porque cê citou num texto dessa semana este texto. :)
    Eu só comecei a assistir Friends este ano, porque NetFlix resolveu colocar todas as temporadas lindamente lá. Mas ainda estou na segunda temporada, mas morrendo de amar. Só estou vendo a passos de lesma porque tô atrasada num monte de séries e de livros.
    Mas amo todos os migos <33
    E não quero terminar as dez temporadas tão cedo, apegada.

    Bjs

    ResponderExcluir

© OH SO FANGIRL
Maira Gall