sábado, 7 de fevereiro de 2015

Aquece Oscar 2015 #2: The Imitation Game e Birdman

Dando continuidade com a série de posts sobre o Oscar, aqui vamos nós.

THE IMITATION GAME
Morten Tyldum
Elenco: Benedict Cumberbatch, Keira Knightley, Matthew Goode

Indicações: 8
Indicado em: Melhor Filme (Best Picture), Benedict Cumberbatch - Ator principal (Actor in a Leading Role), Keira Knightley - Atriz coadjuvante (Actress in a Supporting Role), Direção (Directing), Roteiro Adaptado (Writing - Adapted Screenplay), Edição (Editing), Design de Produção (Production Design), Trilha Sonora (Music - Original Score

Em Imitation Game o governo britânico, buscando quebrar o famoso Enigma, código nazista que reiniciava-se todos os dias e era usado pra transmitir mensagens entre os alemães, monta uma equipe de ~pensadores para que estes o descodifique. O filme ambientado durante a Segunda Guerra Mundial é a cinebiografia com toque dramático do matemático, hoje considerado um dos precursores da computação mundial, Alan Turing. 

Eu, sendo uma negação pra exatas do jeito que sou, pensei que teria que me esforçar pra gostar do filme. No entanto, contudo, porém: não teve nada disso. Em O Jogo da Imitação (leia isso com voz de narrador, por favor), somos presenteados com o desenvolvimento de parte da vida do solitário e fechado Alan (Benedict).

O moço, muito certo de si, sofre pra se adaptar com os colegas quais foi designado pra trabalhar junto. Com a ajuda da ótima Joan Clarke (Keira), este, mais tarde, consegue fazer a convivência fluir, para só assim em equipe colocar pra funcionar a máquina que ele mesmo produziu.

O filme é um muito vai e pouco volta pro passado do matemático. Em forma de flashbacks somos levados para a juventude do protagonista, e esses nos fazem ganhar toda uma nova visão, além de colocar os pingos nos is, daquilo que aconteceu com Turing. 

Confesso que não esperava curtir tanto o filme, mas fiquei em uma pilha com ele do começo ao fim. O final é esperado e meio batido — por ser uma biografia é meio que de se esperar — mas a narrativa do filme é muito boa e não se torna cansativa.

Achei merecido as indicações, especialmente a do (controverso) Benedict, que entregou uma atuação maravilhosa. A Keira, que é sempre ótima, não deixou por menos nessa vez, mas fiquei um pouco sem entender a indicação dela aqui (que provavelmente não leva, afinal concorrer com a Patricia é um trabalho muito difícil de se fazer).

Pra concluir: Imigation Game vale a pena. Assistam.

BIRDMAN
Alejandro González Iñárritu
Elenco: Michael Keaton, Edward Norton, Emma Stone

Indicações: 9
Indicado em: Melhor Filme (Best Picture), Michael Keaton - Ator principal (Actor in a Leading Role), Edward Norton - Ator coadjuvante (Actor in a Supporting Role), Emma Stone - Atriz coadjuvante (Actress in a Supporting Role), Direção (Directing), Roteiro Original (Writing - Original Screenplay), Fotografia (Cinematography), Mixagem de Som (Sound Mixing), Edição de Som (Sound Editing)

Coladinho ao lado de Budapest, sendo um dos filmes com mais indicações no Oscar desse ano, Birdman conta a trajetória de algumas poucas noites em um teatro da Broadway. Riggan, um ator já caído no esquecimento após anos de glória interpretando um super-herói no cinema, busca com uma peça adaptada uma forma provar pros outros e pra si mesmo que ainda tem aquilo que precisa pra se (re)afirmar no mundo artístico. O filme é uma batalha do personagem principal contra seu ego, a vontade de renovar sua carreira e a tentativa de recuperar sua família.

Dos filmes que eu mais estava ansiosa pra assistir, Birdman com certeza estava no topo. Talvez a mistura de review boa com uma dose de Emma Stone tenham muito a ver com isso, mas a realidade é que eu estava ansiosa pra assistir, mas não sabia o que esperar além de um filme de outro mundo.

E se fosse por isso, minhas expectativas teriam sido alcançadas. Exceto que Birdman é um filme de outro mundo porque ele é de outro mundo. Uma viagem total. Cheio de momentos aleatórios, diálogos aleatórios, brigas aleatórias. Não imaginava um ~outro mundo dessa maneira, e ainda assim, ainda com quase duas horas de muita bateria na trilha sonora (mais suportável que a de Whiplash), eu curti essa viagem. 

As atuações foram supimpas (eita palavra maravilhosa). A forma como a câmera foi usada? A produção?!?! Geniais. (Exceto por uma cena em que fiquei encarando um corredor bizarro por tanto tempo que a ansiedade tava me comendo por dentro) (lembro que uma das vezes que gostei tanto de como uma coisa foi gravada foi naquele episódio de True Detective que eles gravaram toda aquela invasão na casa de forma ininterrupta, alguém lembra?). 

Sendo sincera, em alguns momentos encarei a TV e me perguntei: aff, sério? É só isso? Mas penso que o filme se recompôs bastante no final.

No final das contas, vou acabar indicando o filme pelo simples motivo de ser uma viagem que ou você vai achar um porre ou vai curtir sem nem saber direito o porquê (exceto que tem gente que sabe). 

Obs.: o Edward Norton super dá uns caldos, né, gente? 


E vocês? Já viram alguns desses? Curtiram? 

4 comentários

  1. Dos indicados a melhor filmes que assisti até agora, The Imitation Game é meu preferido. Achei que o Benedict fez uma atuação maravilhosa (embora ainda ache que ele possa perder para o Eddie Redmayne) e apesar de amar a Keira, também acho que a concorrência está difícil pra ela. Mas ainda achei o filme fantástico e merecia muito levar melhor filme (pra mim qualquer um que não seja Boyhood merece, na verdade. Ô filme que não me desce.)
    Estou loooouca para assistir Birdman, mas não encontro um torrent que funcione nessa vida e agora só fiquei com mais vontade hahah

    Beijo!

    ResponderExcluir
  2. Não vi nenhum dos dois ainda (eu só vi A Teoria de Tudo Até Agora, risos), mas quero ver The Imitation Game porque a trama parece banaca e tem: Benedict. Keira. O Branson de Downton Abbey!!! Matthew Goode. Então, né. E eu gosto de biopics, ainda que às vezes elas sejam meio sonolentas.

    Birdman eu sinceramente sinceramente mesmo vi o trailer e queria me empolgar pra ver porque adoro a Emma, mas não dá. Parece tão WTF e tão péssimo. Eu gosto mais das narrativas convencionais. Vou torcer por Boyhood, que ainda nem vi - faz um tempinho que eu não fico tão 'ugh whyyy' com um indicado ao Oscar (não que alguém queira me obrigar a ver, mas enfim, eu gosto de dar opiniões hahaha).

    Essa cena de True Detective que você citou foi uma das coisas mais legais e agonizantes e excelentes da tv em um bom tempo, né?

    Beijo!

    ResponderExcluir
  3. Eu também estava meio receosa quanto ao The Imitation Game pelos mesmos motivos que você, mas também me peguei entendendo e gostando da história, da narrativa, e em nenhum momento senti dificuldade em acompanhar o andamento do enredo. De forma geral, adorei o filme. A título de conhecimento, fiquei impressionada com a história do Alan (não tinha lido nada a respeito dele antes de ir assistir ao filme). O Benedict tá incrível!

    Eu amei Birdman de paixão. Eu também estava esperando uma baita viagem e QUE VIAGEM FOI ESSE FILME. Como você disse, muita gente odiou, um amigo inclusive me disse que era "hipster demais" pra ele hahaha Eu não sei nem explicar, mas adorei tudo. A forma como foi produzido e gravado também me chamou muito a atenção. Essa cena parada do corredor também me deixou com raiva, porque fiquei uns bons minutos esperando "E AGORA, O QUE VEM?" hahahaha E o final? Viagem, muita viagem, mas eu amei!! hahaha

    O Grande Hotel Budapeste, Birdman e Whiplash são meus preferidos até então!

    ResponderExcluir
  4. The Imitation Game está aqui no meu HD, mas ainda não assisti. Quanto a Birdman, assisti no final de semana e ainda não sei o que achei, haha. Não sei se gostei ou não, mas sei que fiquei o tempo todo com aquela sensação de "WTF estou assistindo?!", hahaha. Minha irmã, que assistiu comigo, saiu cantando o quanto o filme é genial e tal e coisa, mas eu ainda estou em dúvida! Mas uma certeza eu tenho: o jogo de câmeras do filme é muito legal, dá a sensação de que foi tudo feito sem quase corte nenhum!

    Fora Birdman, dos indicados ao Oscar, não assisti nenhum outro a não ser Gone Girl que foi totalmente esnobado pelos velhotes da Academia. D:

    Beijo!

    ResponderExcluir

© OH SO FANGIRL
Maira Gall