quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Be - espinha ereta - Yoncé

Mamãe me xinga quando me vê no PC. Isso, no PC mesmo. Algo dentro de mim é muito oldschool, e também pobre, porque eu não tenho notebook. Eu Ana. Meu pai tem o dele que atualmente está com a minha irmã em terras porto alegrenses, mas eu não tenho notebook, eu gosto é de PC. 

Mas minha mãe me xinga quando me vê no PC. E eu sei que vocês sabem o porquê. Não deve ser só eu. Duvido que seja só eu. A história clichê vai mais ou menos assim: em um momento está a Ana sentada certinha, dando orgulho aos fisioterapeutas por aí, e então, 47 segundos depois, cortando a cena, tem uma Ana muito mal sentada na frente do PC, dando orgulho aos meus ancestrais corcundas. 

Então a mãe entra na cena e "ANA CLAUDIA AJEITA ESSA COLUNA", aí a Ana diz "sim aff mãe". E 47 segundos depois... Bem, vocês pegaram a ideia.


O problema é: postura é bom, é importante, há bocas que dizem que nosso corpo trabalha melhor e nós cansamos menos quando estamos com a postura correta, mas eu tô penando muito tentando educar a minha. 

Por ter um nível baixo de escoliose anos atrás, eu comecei sessões de RPG (reeducação postural global) quinzenalmente. Não era muito, mas ajudava. Gostaria muito de voltar, mas o valor não é muito doce e eu tenho faculdade pra pagar. Mas ajudava. Eu sentia que ajudava, apesar de sofrer muito durante aquela hora que ficava lá. Aquela combinação de eu, mais a fisio, mais uma bola de pilates, muitas cordas, e uma maca... Era louco. Parece sadomaso mas é só RPG. E ajudava. 

Mas então eu cresci, minha fisioterapeuta parou de atender, eu comecei a trabalhar (no PC, obviamente), e o downhill foi grande. Meu vício de usar o PC não passou, então quando não estou usando no trabalho, talvez eu esteja usando em casa rebloggando foto de cachorro no tumblr. Alguns anos depois eu ganhei um smartphone e comecei a poder checar o Instagram e o Facebook sem me estressar em abrir os sites no PC (eu ainda abria), então o pescocinho começou a se ocupar olhando pra baixo pra dar uma checadinha. Só que o smartphone não era tão bom, então eu comprei um celular decente. E aí eu tinha (e ainda tenho) tudo a cinco cliques de distância. Instagram, Facebook, Twitter, Tumblr, Whatsapp, Kim Kardashian e Candy Crush. Graças a tecnologia, o vício no PC não só não passou mas como também eu ganhei outro. Adicionado nessa mistura ainda tem meu adorado vício em assistir TV  ̶̶̶̶̶̶̶̶  que não ajuda; minha impossibilidade de estudar com gente junto   ̶̶̶̶̶̶̶̶  o que me faz estudar em cima da cama, Torta Daquele Jeito; mais meu vergonhoso sedentarismo, que só piora tudo.

Eu comecei a sentir reflexos disso tudo, é claro. As dores nas costas são mais recorrentes. Às vezes meus ombros doem tanto e tensionam tanto que só a base de massagem e Tandrilax (tá aí um jabá que me faria feliz) pra resolver (ou enganar) um pouco. Semana passada comecei a sentir dor no punho e mão direita. Ou seja, um pacote meio desesperador pra alguém que pretender viver muito que nem eu. 

Então há algumas semanas eu comecei a me monitorar. Tentar ajeitar minha postura. Passo minutos me encarando no espelho e vendo as diferenças corporais que acontecem quando eu fico normal (tortinha) e quando eu fico reta. Quando coloco uma roupa mais bonitinha aí sim a diferença é gritante  ̶̶̶̶̶̶̶̶  experimentei com um vestido bonito que comprei e fiquei chocada. Porque sim, postura é importante, mas aff, é tão difícil de ajeitar. 

Comecei a procurar exercícios na internet pra melhorar a postura em casa. Hoje baixei um aplicativo no celular, que ainda não testei, que ensina exercícios de 15 minutos pra fazer por dia e melhorar a coluninha. Quando eu passo na frente de espelhos e vidros que dão reflexos, não, eu não tô me admirando ou me achando linda, eu só estou checando a minha postura. Eu até criei um mantra maravilhoso que diz que "Beyoncé não gostaria disso, eu sou Beyoncé quando tô com a postura reta". Então quando eu fico que nem uma estranha me ajeitando na rua, é porque a minha mente tá dizendo "Seja Beyoncé. Be Yoncé. Isso não é muito Beyoncé de você, Ana Claudia", e eu juro que é tão eficaz quanto a mamãe gritando pra eu ajeitar a coluna. 

9 comentários

  1. AHAHAHAHAHA adorei o "isso não é muito Beyoncé de você", inclusive ADOTANDO. Minha postura é horrível também, e meu pai vive pra dizer que quando eu era novinha eu andava toda ereta e bonitinha, e agora eu ando que nem um neandertal. Desculpa. É mas forte que eu. Peitos pesam. Etc.

    Uma coisa que me ajudava MUITO com as crises de coluna eram os exercícios físicos. Depois que parei, cada dor é maior que a de antes, e eu tenho até medo de ir no médico e correr o risco de ter que usar aqueles corretores de postura de ferro, sabe? Então tento praticar pelo menos um pouquinho todo dia, nem que sejam só exercícios de alongamento. Tento me monitorar, mas eu não sou uma pessoa muito atenta, e, quando dou por mim, to encolhida e torta de novo. ¯\_(ツ)_/¯

    Beijo!

    ResponderExcluir
  2. Nossa, vou adotar isso pra minha vida, eu uso notebook na cama e é Daquele Jeito, torta. Dores recorrentes e persistentes, não passarão. Acho que tá na hora de criar vergonha na cara e arrumar uma cadeira, risos.

    ResponderExcluir
  3. Ao passo que melhorei minha postura em pé e andando ao longo dos anos (na adolescência eu frequentemente escutava da minha mãe que eu estava curvada), a postura em frente ao computador piorou - e muito, porque as manias evoluíram para vícios.
    No trabalho tento parar uns 5 minutinhos de tempos em tempos para dar aquela alongada. Nesses momentos aproveito para arrumar a postura. Claro que dali um pouco já estou sentada toda torta, mas a gente segue tentando, né? Temos que começar de algum lugar.

    ResponderExcluir
  4. Ãrrã, volta e meia eu também olho meu reflexo e ajeito a coluna, empino os peitos, encolho a pança, etc. Eu sento muito torta o dia todo porque não consigo ficar numa posição estática de forma confortável, ainda que seja a posição mais correta para a coluna. É inevitável compensar sentando torta, né :/

    ResponderExcluir
  5. Sabe que comigo é ao contrário? Antes, quando meu pai morava aqui, a gente tinha o computador e o notebook que no caso deveria ser meu, mas eu continuava preferindo o PC porque minha postura ficava certa, agora que realmente só me restou o notebook, prevejo que com 30 anos eu vou ter sérios problemas na coluna :c

    Novembro Inconstante

    ResponderExcluir
  6. Devo ter ajeitado a postura umas 3 vezes enquanto lia esse post.
    Trabalho na frente do PC o dia todo e fico alterando entre as posições da ilustração, o que acaba me deixando com dores nas costas quase todo dia, é claro que não faço nada para mudar isso, a não ser um comprimidinho de vez em quando.

    ResponderExcluir
  7. terminei de ler seu post e tô envergonhada por estar toda torta na cadeira. Seremos uma geração de idosos com problemas na coluna, certeza :(

    ResponderExcluir
  8. Também me ajeitei exemplarmente na cadeira lendo esse post. Obrigada, Be Yoncé. :)))

    [Tentei comentar umas 8x e não deu certo. Desculpa se spameei sua caixa de comments]

    ResponderExcluir
  9. postura errada, ô troço zica pra arrumar. e como faz diferença nas roupinhas, aff :~ problema que eu só lembro de ~me ajeitar~ quando tô na frente do espelho (o que não dura muito e nem acontece com frequência). so sad.

    ResponderExcluir

© OH SO FANGIRL
Maira Gall